segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

BAD MANIFESTA APREENSÃO PELOS SINAIS DE DESINVESTIMENTO NO PROGRAMA REDE DE BIBLIOTECAS ESCOLARES

O Conselho Directivo Nacional da Associação  Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas (BAD) vem comunicar a tomada de posição pública sobre a Portaria nº 76/2011, de 15 de Fevereiro, do Ministério da Educação. 

BIBLIOTECAS ESCOLARES - PORTARIA N.º 76/2011 
TOMADA DE POSIÇÃO PÚBLICA DA BAD 

1. A Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas (BAD), enquanto estrutura representativa dos profissionais de informação e documentação portugueses, tem apoiado convictamente, desde a sua criação, o Programa Rede de Bibliotecas Escolares, e por diversas vezes apresentado publicamente tomadas de posição, tal como aconteceu durante o último Congresso Nacional, relativamente à portaria n.º 756/2009, de 14 de Julho. Face ao conteúdo da portaria n.º 76/2011, de 15 de Fevereiro, que no ponto 2, do artº 2º, define que o Professor-Bibliotecário deve assegurar a leccionação de uma turma, a BAD manifesta a sua profunda apreensão, pelos sinais de claro desinvestimento que esta decisão representa.
2. Centenas de bibliotecas escolares, elementos essenciais  do processo educativo, contarão, a partir de Setembro próximo, com menos tempo de trabalho de todos quantos se empenham no seu desenvolvimento,  deixando objectivamente milhares de alunos, com piores condições de aprendizagem.
3. A publicação da referida portaria, menos de um ano depois de se ter verificado a redução dos recursos humanos das bibliotecas escolares (portaria n.º 558/2010, de 22 de Julho), indicia uma inflexão de rumo relativamente a estas, podendo  comprometer investimentos significativos  que, desde 1996, diferentes Governos têm conseguido concretizar, com resultados comprovados.
4. A BAD alerta para o perigo de se persistir em medidas que poderão comportar graves consequências para as bibliotecas escolares, estruturas essenciais ao desenvolvimento da literacia, das competências de informação e do processo de ensino-aprendizagem dos alunos;
5. Assumimos assim o compromisso de continuar a acompanhar atenta e criticamente as políticas aplicadas às Bibliotecas em geral e, neste caso, particularmente às Escolares,  manifestando um firme apoio aos que
nelas trabalham, persistentes e determinados a melhorar a qualidade dos serviços que prestam.

A posição pública da BAD, bem como toda a informação relativa à Associação está disponível em www.apbad.pt. Para mais informações contacte apbad@apbad.pt ou tel. 218161980.

1 comentário:

Ana Paula disse...

Considero que mais grave ainda que a situação denunciada pela BAD é o processo de avaliação PB. É absurdo!É não avaliar.Disse-o e escrevi-o ao meu CIB/RBE.
O relator do PB é o professor do Grupo Disciplinar e não um especialista da área das bibliotecas!
Esta é a principal razão porque não irei solicitar a condição necessária para obtenção da menção qualitativa de Muito bom / Excelente, tendo em conta as condições determinadas pela RBE para a avaliação dos professores bibliotecários.
Serenamente manter-me-ei no meu posto e continuarei o compromisso de trabalhar para que a biblioteca da minha escola reflicta, de facto, uma melhoria da qualidade educativa do serviço e articule com todas as estruturas e comunidade educativa.
Ana Paula Gonçalves (ESARS)